Um incentivo para o recomeço

2
384

Um incentivo para o recomeçoCom a criação de um sutiã especial, a empresa Ouseuse oferece a mulheres mastectomizadas mais conforto durante a recuperação e o aumento de sua autoestima

Ana Maria Cucumazzo Lima tinha 62 anos quando foi diagnosticada com câncer de mama. Apesar de fazer a mamografia anualmente, a aposentada se descuidou da saúde e, quando percebeu, a doença já havia se manifestado. Após vários exames e consultas com especialistas, ela foi encaminhada com urgência para a cirurgia de mastectomia. “Não teve jeito, tiveram que tirar tudo. Foi um choque para mim, pois aconteceu tudo muito rápido”, lembra.

Após a cirurgia, Ana Maria Lima deu início ao processo de recuperação. Moradora da cidade de São José do Rio Pardo, em São Paulo, ela procurou o projeto Renascer – Grupo de Apoio e Combate ao Câncer de Mama, no qual frequentou reuniões com outras pacientes, fez sessões de fisioterapia e terapia e teve um acompanhamento especial para o seu caso. Lá, ela também ganhou um sutiã especial para a colocação da prótese (mais informações na pág. 17). O que, a princípio, parecia apenas uma peça íntima simples se tornou uma ajuda muito importante para a sua recuperação e uma possibilidade de conquistar novamente a condição feminina que, aparentemente, lhe foi tirada.

“O seio é visto como algo que caracteriza o sexo feminino, por isso, o maior desafio para as mulheres que retiram a mama é superar a perda desse órgão, que é um símbolo da feminilidade”, afirma Patrícia Valentini, mastologista e presidente da Comissão de Interdisciplinaridade da Sociedade Brasileira de Mastologia.

Hoje, aos 64 anos, Ana Maria Lima leva a vida normalmente. Ela optou por não realizar a cirurgia de reconstituição da mama e, dessa forma, o sutiã se tornou um importante aliado em seu dia a dia. “No início, eu só chorava, me achava feia, menos mulher porque não tinha uma das mamas. Agora, quando coloco o sutiã e a prótese, sinto vontade de me olhar no espelho. Eu me enxergo novamente”, ressalta.

Desde 2007, a empresária Rosana Marques, proprietária da Ouseuse, especializada em moda íntima, na cidade de Juruaia, no Sul de Minas Gerais, desenvolve uma linha especial de sutiãs para mulheres que fizeram mastectomia. A ideia surgiu com uma encomenda feita por uma instituição que atendia pacientes mastectomizadas. “Elas usavam um modelo bem simples, e muitas não gostavam de vesti-lo porque não era atraente. Com isso, encarei o desafio de criar um produto que agradasse a todas”, revela.

Leia a matéria completa em nosso site.