Tag: formalização

Atualização de plano de negócio e implementação de controles financeiros

Você e seus colaboradores deverão se engajar no planejamento e implementação de ações de melhoria. Dessa maneira, será mais fácil atingir os objetivos e...

Empreendedor Individual – Como e onde posso me formalizar?

A formalização é feita de forma gratuita pelo Portal do Empreendedor no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br. Há um considerável número de empresas contábeis espalhadas pelo Brasil...

Obtenção de inscrição municipal e estadual para MEI

Toda empresa formalizada deve possuir, assim como o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ, as inscrições municipal e/ou estadual. É através dessas inscrições...

Ser informal é mau negócio (parte 5)

Quem formaliza o negócio conta com auxílio financeiro da Previdência em caso de doença, acidente, aposentadoria ou morte. mínimo.

Ser informal é mau negócio (parte 3)

O custo de contratação de um colaborador é menor para o empreendedor individual. O empresário deve depositar o equi¬valente a 8% do salário do funcionário no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e recolher outros 3% para a Previdência.

Ser informal é mau negócio (parte 2)

BENEFÍCIOS FISCAIS O empreendedor individual paga menos taxas e impostos do que uma empresa convencional e não precisa de contador — se quiser, pode ter a assessoria gratuita de um profissional credenciado pelo governo.

Ser informal é mau negócio (parte 1)

Custos elevados com a abertura e a manutenção de uma empresa são o principal motivo alegado por empreendedores para manter suas atividades na informalidade. De acordo com o Sebrae-SP, há mais de 19 milhões de negócios informais no Brasil. Mas ficar à margem também tem seu preço: falta de acesso ao crédito, à cobertura da Previdência e a outros benefícios. Formalizar um negócio como empreendedor individual permite trocar essa situação precária por algumas vantagens, com custo bem inferior ao de uma empresa con-vencional — e menos burocracia. Para isso, o empresário tem que cumprir três condições: faturar até R$ 36 mil por ano; não ser sócio e nem titular de outra empresa; e ter até um funcionário, que receba salário mínimo ou o piso da categoria. Basta preencher um cadastro na internet, no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). O site emite o CNPJ em 15 minutos, gratuitamente. Os custos de manutenção são baixos: R$ 33,25 por mês, se não houver funcionário.

Investir em bares e estabelecimentos para servir bebidas é uma ótima oportunidade de negócio

Excelente oportunidade em Minas Gerais está no ramo de bebidas Quem não gosta de um bom Happy Hour? Um lugar tranquilo para sair com os amigos...

Empreendedor Individual – principais dúvidas

Levantamento realizado pelo Sebrae-MG lista dúvidas recorrentes sobre o EI e responde as questões O Brasil já conta com mais de 1 milhão de Empreendedores...

Em um mundo informatizado, assistências técnicas são cada vez mais importantes

O Brasil sempre foi um país atrasado no quesito tecnologia; mas nos últimos anos isso tem mudado bastante e a informatização tomou conta de tudo ou quase tudo. Hoje em dia praticamente tudo se faz por um computador ou outro aparelho ligado a ele e por isso aqueles que trabalham montando e mantendo estes aparelhos e computadores funcionando têm a oportunidade de empreender e prosperar o seu negócio.

Mais acessados