O sistema de franchising

0
659
sistema de franchising

O sistema de franchising está em franco crescimento no Brasil. Mas o que faz esse modelo de negócios ser tão atraente para os empreendedores?

Então, se você é um empreendedor em busca de oportunidades, ao final desse post terá uma base sólida para compreender se o franchising serve ou não para a sua empresa. Acompanhe!

O que é franchising?

O sistema de franchising conta com um modelo de negócios em que uma empresa (franqueadora) concede os direitos a uma pessoa (franqueado) de usar a sua marca.

Além disso, geralmente, inclui o uso de plano de negócios, estratégias e infraestrutura, além do direito de distribuir com exclusividade, total ou parcial, produtos e serviços.

O que é uma franqueadora?

Uma franqueadora é uma empresa de origem. Também pode ser chamada de matriz. É o negócio que começou o modelo que será replicado pelo franchising.

Logo, encontramos franquias famosas em todos os setores: McDonald's, Chilli Beans, O Boticário e Localiza, por exemplo. São mais de 2 mil redes no Brasil, segundo a Associação Brasileira de Franchising.

Porém, diferentemente do que seria abrir uma filial, a empresa franqueadora concede ao franqueado os direitos de uso e padrões da marca por meio de um contrato.

Não há ligação entre os CNPJs de franqueadora e franqueado. Portanto, na prática, são empresas independentes.

O que é ser um franqueado?

O franqueado é aquele que usufrui do direito de uso da marca principal. Para os clientes, ele é a referência em determinada região. Desse modo, o empreendedor economiza anos de trabalho, erros e acertos.

Afinal, ele já começa o negócio com o pé direito, com uma marca conhecida e um modelo de negócios testado. Daí, é só trabalhar para conquistar novos clientes e manter o crescimento da sua unidade.

Vantagens do sistema de franchising

A principal vantagem do modelo de franquias, para o franqueado, é começar o seu empreendimento com uma marca conhecida pelos clientes.

Quem empreende sabe que o processo de construção de valor em cima de uma marca pode levar décadas. Porém, depois que ela se torna conhecida no mercado e conquista clientes fiéis, tudo fica um pouco mais fácil.

Marcas conhecidas transmitem segurança. E, no mundo do empreendedorismo, esse reconhecimento vale ouro.

Mas não é apenas uma marca forte que atrai empreendedores para o franchising. A seguir, você confere outras grandes vantagens desse sistema.

Expertise do negócio

Quando uma empresa adere ao modelo de franquias, ela geralmente já passou por todas as etapas de consolidação do negócio. É uma organização que tem um alto padrão de qualidade, garantido por processos que podem ser replicados em todas as unidades.

Alguém já tentou, falhou e encontrou um jeito certo de fazer as coisas funcionarem. Quando você adere ao modelo de franchising, compra junto todo o conhecimento agregado do aprendizado da franqueadora.

Treinamentos

Um dos grandes desafios de quem abre uma empresa sozinho é desenvolver processos e padronizar a prestação de serviços. Todo empreendedor deve investir muito em educação para desenvolver as habilidades que precisa para gerenciar o seu negócio.

Para quem abre uma franquia, esse caminho é encurtado. Afinal, para garantir a qualidade na execução e o nível de serviços dos novos franqueados, a maioria das franqueadores oferece treinamentos, consultorias e auxílio antes, durante e após a implementação da nova unidade.

Ou seja, no franchising você terá acesso a um modelo que funciona e pessoas do seu lado que o ajudarão a ter um melhor desempenho. Isso conta muito!

Plano de negócios pronto e validado

Muitos empreendedores começam um negócio de forma circunstancial, sem ter um plano de negócios. Na prática, esses são os que têm a menor taxa de sobrevivência no mercado, pois, quando situações adversas surgem, eles não estão preparados.

Analisar a viabilidade de um negócio leva tempo e exige recursos. Por isso, muitas vezes esse trabalho não é feito.

Quem opta por uma franquia tem acesso ao plano de negócios dela, inclusive, com critérios definidos quanto ao marketing, à gestão e ao local de instalação. Tudo de forma bem detalhada.

Menos custos e mais alcance da propaganda

Em um contrato de franquia estão definidos os custos com propaganda. Os valores de investimento em marketing são planejados nacionalmente, de acordo com a expectativa da franqueadora. Os franqueados rateiam entre si os custos.

Na prática, um empreendedor que talvez não conseguisse ter um anúncio na TV ou no jornal, por exemplo, tem a sua empresa divulgada nesses meios graças ao rateio.

Mesmo em uma promoção nacional, os clientes impactados procuram a unidade mais próxima; no caso, a sua.

Desvantagens do sistema de franchising

Assim como tudo na vida tem dois lados, o sistema de franchising também apresenta as suas desvantagens.

Como dissemos anteriormente, o modelo de franchising permite a um empreendedor utilizar uma marca consolidada no mercado e toda a expertise de negócios que ela tem. Portanto, todas as ações tomadas pelo franqueado devem estar de acordo com o que a empresa estabelece, respeitando os padrões pré-definidos de qualidade.

Esses padrões variam entre as franqueadoras e estão definidos no contrato de franquia. Alguns pontos comuns são:

Menos liberdade

Falta de flexibilidade em relação a fornecedores: no franchising, muitas empresas são fornecedoras exclusivas de seus franqueados e eles ficam impedidos de negociar com outros.

Falta de flexibilidade em relação a marketing: o franqueado deverá respeitar o plano da franqueadora e geralmente ela não permite promoções locais.

Fiscalizações constantes

O desempenho das unidades é avaliado frequentemente. Isso é necessário para identificar falhas na prestação dos serviços ou na gestão do negócio.

Na prática, são auditados os controles financeiros, contábeis e as instalações do franqueado. Para empreendedores que gostam de trabalhar com mais liberdade, isso pode ser um problema.

Taxas e royalties do franchising

Talvez, essa seja uma das principais desvantagens de uma franquia. Quando você se torna um franqueado, a franqueadora estabelece um valor de royalties, que são pagos anual ou mensalmente, dependendo do contrato.

Costuma ser uma quantia fixa, cobrada independentemente do valor faturado pela unidade.

Além disso, em cada contrato podem ocorrer mais custos, como a taxa de propaganda.

Com essas informações, você já pode avaliar melhor o sistema de franchising e descobrir se esse é o modelo ideal para o seu negócio. Desejamos sucesso na sua caminhada!