Inovação em turismo é possível?

0
359
inovação em turismo

Conheça as principais tendências de inovação em turismo que estão acontecendo no Brasil. O país já se consolidou como um dos destinos turísticos mais procurados do mundo. Isto ocorre principalmente por conta de sua diversidade cultural e ambiental. A tendência é que o setor cresça em torno de 2,9% por ano, como mostra o relatório de 2016 do World Travel & Tourism Council.

Entretanto, para os empreendedores, é desafiador atrair e fidelizar os clientes. Isto porque eles estão cada vez mais informados e exigentes, aumentando a competição no setor.

Para vencer esse obstáculo, é necessário investir em soluções criativas. Muitos empresários apostam que a inovação em turismo é uma delas.

Neste post, mostraremos como a implementação de ações inovadoras pode transformar esse segmento que é considerado tradicional. Acompanhe!

Como aplicar a inovação em turismo

Imprimir inovação em turismo significa compreender as tendências do mercado. E também antecipar as mudanças e agregar valor aos pacotes de produtos e serviços oferecidos.

Tome como exemplo a nova economia. Nela, as pessoas do mundo inteiro preferem se hospedar em imóveis cadastrados no Airbnb em vez de fazer check-in em hotéis.

Também vemos pessoas preferindo se deslocar para os pontos turísticos de Uber, em detrimento de opções como táxi, transporte público e aluguel de carros.

No entanto, iniciativas mais simples que empregam tecnologia também podem dar novo fôlego a um negócio. Isto porque permitem reduzir custos, conquistar novos clientes e aumentar o faturamento da empresa.

Exemplos não faltam. Neste contexto vemos: cardápios digitais em inglês e espanhol para turistas estrangeiros que visitam o Rio de Janeiro, e também, agenda de shows e eventos para quem vai ao Nordeste.

Também existem experiências mais amplas. Um exemplo é o do Instituto Inhotim. Ele é o  primeiro museu a céu aberto do mundo, que integra natureza e arte contemporânea.

Basicamente, existem quatro áreas em que é possível aplicar inovação em turismo:

Produtos e serviços:

Utilizar a criatividade e as tecnologias para criar coisas novas, melhorando a experiência do cliente e a sua satisfação. Como exemplos, os roteiros temáticos e segmentados tendo como foco passeios ecológicos ou experiências gastronômicas.

Processos

as pessoas estão cada vez mais conectadas, querendo as informações de forma rápida, atualizada e completa, principalmente em plataformas mobile. Portanto, é possível investir em novas formas de relacionamento.

Gestão

Repensar os processos relacionados ao fluxo de trabalho e à estrutura de liderança na empresa pode aumentar a produtividade e a eficiência. Isso pode impactar positivamente no relacionamento com o cliente e no atendimento a ele.

Modelo de negócio

O conceito de economia compartilhada em conjunto e a tecnologia repercutem no setor de turismo. Isso promove um compartilhamento de recursos e serviços. Existem iniciativas com novos conceitos de hospedagem, como os poshtels, que são hostels sofisticados, até o compartilhamento de espaços nas bagagens, como o site Cabe Na Mala.

Roteiros personalizados

Por conta da diversidade de climas e culturas, o turismo no Brasil permite o desenvolvimento de uma grande quantidade de serviços. E também atrai um público muito amplo.

A demanda turística é muito influenciada por aspectos econômicos, naturais e sociais. O que torna essencial o planejamento e a antecipação às tendências, a fim de atender turistas nacionais e internacionais.

Nesse contexto, os roteiros personalizados surgem como uma das principais tendências de inovação em turismo que já ocorrem no mercado. Seu objetivo é atender aos turistas que gostam de unir suas viagens com alguma paixão ou algum interesse próprio. E que por isso contratam roteiros específicos, de acordo com a própria personalidade.

Veja alguns exemplos:

Turismo sustentável

Práticas inovadoras voltadas para a responsabilidade social e a sustentabilidade se destacam no setor. Existem pessoas que optam por destinos que reciclam o lixo, hospedam-se em hotéis com uso racional de água e comem em restaurantes que reaproveitam alimentos, diminuindo os desperdícios.

Pode ser um grande diferencial competitivo, por demonstrar para os clientes que a exploração turística acontece de maneira responsável com o ambiente e com as pessoas.

Bleisures

É a mistura de negócios (business) e lazer (leisure), em que os profissionais aproveitam as viagens corporativas para conhecer e desfrutar de um destino turístico, como passeios e restaurantes.

Turismo gastronômico

A gastronomia está cada vez mais presente no turismo brasileiro e o número de pessoas que viajam para participar dos diversos festivais gastronômicos que ocorrem todo ano pelo país é cada vez maior.

Trata-se de um segmento promissor, visto que os gastos com alimentação estão entre as principais despesas dos turistas brasileiros.

Turismo de aventura

Ainda é um segmento recente, mas a procura aumenta de forma consistente, devido às ótimas condições naturais que o Brasil oferece para prática de diversos esportes ao ar livre.

É um público mais jovem e adepto de esportes radicais que inclui no roteiro turístico atividades como caiaque, rafting, escalada, trilhas e mergulho, entre outras.

Em Minas Gerais

O estado de Minas Gerais é um polo de desenvolvimento tecnológico no Brasil, com programas de fomento ao empreendedorismo e aceleração de startups.

Nesse contexto, algumas iniciativas contemplam o setor turístico, buscando usar as novas tecnologias como ferramentas de inovação em turismo no estado.

Uma destas iniciativas ocorreu em 2017, quando a Secretaria de Turismo de Minas Gerais realizou uma pesquisa para tentar identificar quais municípios mineiros poderiam se tornar Destinos Turísticos Inteligentes (DTI).

O DTI é um conceito que se origina da capacidade do destino turístico de usar as novas tecnologias para interagir com os visitantes. O que proporciona ótimas experiências com espaços turísticos inovadores, gestão eficiente dos recursos e acessibilidade.

Alguns projetos realizados neste sentido incluem as cidades da Estrada Real, como São João del Rei, Tiradentes e Carrancas, e da região das Águas da Mantiqueira, como Baependi, Caxambu e São Lourenço.

Mesmo com o desenvolvimento de ações em diversas frentes, a inovação em turismo no Brasil ainda é um desafio e uma fonte de oportunidades para as empresas do setor.

Por meio dela, os empreendedores podem aprimorar seus negócios, aumentar a produtividade e garantir a competitividade no mercado.

 

Baixe grátis

Planeje-se para preparar o futuro do seu negócio - Análise de Turismo até 2018