Franquia ou aplicação financeira, onde investir?

0
496
franquia ou investimento financeiro

Algumas decisões são mais difíceis do que se imagina. Muitas dúvidas giram em torno da possibilidade de abrir um negócio no Brasil, já que o país não oferece grandes incentivos para os empreendedores e essa cultura não é tão disseminada no país, mesmo que empreender seja um sonho de boa parte dos brasileiros como foi comprovado através de pesquisa do SEBRAE. Dessa forma, as pessoas que possuem uma reserva de capital frequentemente se deparam com algumas dúvidas. Umas delas é: o que é melhor, investir em uma franquia ou uma aplicação financeira? Para ajudar a responder a essas perguntas contamos com a ajuda do educador de investimentos, Pablo Ribeiro. Ele vai nos ajudar a entender os prós e os contras de cada uma dessas situações.

Em que investir

As incertezas políticas e a instabilidade da economia brasileira trazem ainda mais insegurança para os brasileiros. Isso ocorre principalmente para aqueles que buscam um investimento seguro.

Há uma infinidade de possibilidades no mercado atualmente. Isso vale tanto de franquias - o mercado brasileiro conta com cerca de 3.000 marcas (ABF) - quanto de aplicações financeiras. Dentre essas temos: renda fixa (CDB, LCI, LCA), Tesouro Direto, ações, opções, fundos, entre outros. Por isso cabe avaliar e analisar muito bem cada uma das opções.

É inegável, que qualquer uma das escolhas envolve riscos. E é preciso considerar o perfil do investidor e seus objetivos.  Dessa forma, a primeira análise a ser feita é a autoanálise. Ela permite entender as características pessoais; as aptidões profissionais; o objetivo por trás do investimento; como a pessoa imagina o seu dia-a-dia em cada um dos casos.

Os perfis mais arrojados, inovadores e com boa capacidade de gestão geralmente optam por abrir seu negócio. Isso, muitas vezes, leva principalmente a uma realização pessoal, uma mudança de vida mais radical. Já as pessoas que possuem um perfil mais conservador - e não estão dispostas a abrir mão do atual estilo de vida ou emprego - podem atingir seus objetivos através de aplicações.

Franquias x aplicações financeiras

Franchising

Esses fatores estão relacionados com o tempo de dedicação exigido em cada uma das opções. E esse é um dos principais pontos a serem avaliados. Um erro comum em quem busca o Franchising para investir é acreditar que é possível apenas empregar o dinheiro e que o lucro estará garantido.

O sucesso das operações de franquias, em boa parte das vezes, está relacionado à gestão. E muitos franqueadores durante o processo de seleção exigem que o franqueado destine todo o seu tempo para o negócio. Mas, ainda assim existem franquias que oferecem como possibilidade que exista um gestor/operador e um investidor.

Outros investimentos

Já as aplicações podem ser conciliadas com um emprego. Mas caso você não tenha uma consultoria especializada, elas também exigem tempo para gerenciar e obter resultados financeiros mais satisfatórios. Quanto maior o retorno, maior será o tempo de dedicação e estudos despendido.

Riscos de cada operação

Outro ponto importante a ser discutido é o risco, que está diretamente associado ao retorno. Através de um ponto de vista inicial, é possível perceber que o risco oferecido por uma franquia é maior.

No entanto, essa máxima é válida para investimentos que garantem rendimentos mensais. Os investimentos que oferecem maior possibilidade de rentabilidade, também oferecem riscos como no exemplo da bolsa de valores.

“Na parte de investimentos, você terá menos trabalho. Mas tem menor autonomia, menor controle, principalmente investimentos a longo prazo. Já o negócio te permite maior resultado, principalmente se houver uma grande dedicação e uma boa gestão. ”, afirma Pablo.

Uma grande vantagem oferecida pelas franquias é a criação de uma rede e a expansão dos negócios. Abrir duas ou até três unidades da mesma marca pode trazer excelentes resultados. Isto porque administrar um segundo negócio exige menos dedicação. E essa alternativa representa uma grande tendência do mercado, conhecida como: multifranqueado.

Também existe a possibilidade de um multifranqueado multimarcas, através do investimento em vários setores diferentes. Já as aplicações oferecem a possibilidade de diversificação em fundos diferentes e ainda de ter um emprego fixo.

Cuidados necessários

Os dois modelos de investimento te permitem negociação para repasse. No caso das franquias, será mais difícil e mais burocrático. No entanto, se a franquia for bem administrada e apresentar bons resultados, as possibilidades de lucro são grandes. Já os títulos financeiros permitem uma negociação quase imediata e sem grandes burocracias.

Nos dois casos, é preciso muito cuidado com os modismos. E isso nos lembra que as franquias de paletas e os bitcoins possuem muitas semelhanças. É preciso ter uma visão de mercado e buscar uma opção que ofereça mais segurança a longo prazo.

Para Pablo, “considerando um volume de 100 a 300 mil reais, uma franquia traria mais retorno que um investimento. Mas, um negócio tem uma tendência a gerar lucro. A partir do lucro gerado, você pode investir em uma aplicação financeira e ter mais uma opção de rentabilidade e mais uma garantia a longo prazo”.

Ele ainda alerta: “esses valores investidos em renda fixa não geram um retorno que permite se manter somente com essa renda a não ser que a pessoa corra muitos riscos”. Ele também lembra que “o tempo de retorno varia de acordo com cada contexto”.

Perfil empreendedor

Para garantir a segurança e a estabilidade das finanças, é preciso escolher o investimento que mais combine com o perfil e o estilo de vida procurado. Vale lembrar que as franquias e aplicações financeiras são coisas de natureza muito diferentes. E também que o retorno financeiro não deve ser o único fator a ser considerado.

“É importante ter uma fonte de renda alternativa, distribuir o risco, analisar oportunidade a oportunidade”. Nos dois casos “a pessoa tem que contar com um suporte e escolher uma empresa de confiança”.

Uma ressalva importante é que as microfranquias oferecem risco como qualquer empreendimento. Elas ainda proporcionam maior segurança do que um negócio próprio. A lei garante que as microfranquias também entreguem para o candidato a Circular de Oferta de Franquia (COF) que contém todos os detalhes e informações da franquia, os demonstrativos de resultados e o contato de todos os franqueados e ex-franqueados, permitindo que o candidato tenha mais garantias do negócio que está escolhendo.

Baixe Grátis!

Franquias: vantagens e desvantagens

*Artigo originalmente publicado em outros meios pelo autor