10 dicas sobre gestão de equipes

0
397

O gerenciamento de equipes é uma das tarefas mais importantes de uma empresa. Marcas são feitas por pessoas, assim como produtos. E, muitas vezes, um colaborador é a sua empresa para o cliente. Assim, as orientações abaixo podem fazer a diferença para quem está começando nesse desafio:

1. Realize um processo seletivo eficaz

Busque pessoas que estejam dentro do perfil adequado à empresa. E não tenha medo de finalizar um processo e reiniciar do zero caso o perfil desejado não seja encontrado. É mais barato e eficiente contratar corretamente.

2. Alinhamento de expectativas

Deixe claro para seus colaboradores o que espera deles. Tanto o que for referente a comportamento e quanto os resultados que precisam atingir. Essa prática é imprescindível para um bom gerenciamento da equipe. A conversa deve ser iniciada já no processo seletivo e continuar ao longo do desempenho das tarefas.

3. Estabeleça metas e mostre alcançá-las

Oriente com feedbacks realistas e construtivos. Capacite seus colaboradores e cobre a aplicação do que foi ensinado.

4. Fique atento às falhas

Se o colaborador falhou, ele precisa de uma nova chance. Avalie e trace novos percursos. Divida com a equipe as orientações e siga acompanhando.

5. Deixe que o outro faça

Resista à tentação de realizar a tarefa que não foi feita como você gostaria. Gerenciar é trabalhoso inicialmente, mas poupa tempo e esforço no médio e longo prazo. Você precisará estar livre para as ações que dependem exclusivamente da sua ação. Para isso é preciso delegar o que não deve ser feito por você.

O desligamento

Se mesmo depois de gerenciar a contratação e o desenvolvimento, o colaborador não entregou o resultado esperado, é hora de realizar o desligamento. Apesar de ser unânime entre gestores que o desligamento de um profissional é um momento difícil, ele é necessário. Sobretudo diante dessa situação.

No desligamento serão necessários alguns cuidados:

1. Esteja preparado

O momento do anúncio da demissão vai ficar na memória dessa pessoa por um bom tempo. Você quer que seja o menos traumático possível. Para isso, ser claro, direto e respeitoso é primordial.

2. Evite constrangimentos

Seja direto em seu discurso. Afinal, a decisão já foi tomada. Faça o desligamento em local tranquilo, onde se tenha privacidade evitando assim constranger o profissional.

3. Planeje o melhor momento

Prefira realizar a demissão no início da semana e antes que o expediente comece, para que a pessoa tenha a oportunidade de já correr atrás de algo de imediato. Demissão na sexta feira pode fazer com que a pessoa passe o fim de semana pensando na situação sem nada poder fazer.

4. Haja com transparência

O profissional pode perguntar os motivos do desligamento. Como você se preparou para a conversa, saberá explicar de forma breve e tranquila. Um desligamento transparente fará com o colaborador entenda a situação. Seguindo essa postura, informe ao profissional o passo a passo dos seus direitos e os prazos para recebimento de suas verbas rescisórias.

5. Compartilhe a informação

Após a demissão reúna a equipe e comunique o ocorrido. Isso evita fofocas. Aproveite o momento e alinhe com todos o que a empresa espera dos colaboradores, de forma rápida e direta.

Liderar é um trabalho complexo, mas gratificante. Implantando essas orientações, você começará um processo de profissionalização na gestão de pessoas do seu negócio. 

Saiba Mais

Se o seu desafio é também reter talentos, veja:

Baixe Grátis

Um manual com orientações detalhadas dos principais processos de gestão de pessoas: a cartilha sobre gestão de equipe