Como lidar com a inadimplência no seu negócio

0
2774
inadimplência

Se tornar um empresário bem-sucedido não é tarefa fácil, já que exige grande inspiração e transpiração para superar os desafios diários. Dentre as dificuldades mais comuns destaca-se a inadimplência, um grande “vilão” das finanças de qualquer negócio.

Inadimplência consiste basicamente na falta de cumprimento de uma obrigação. Em outras palavras, inadimplência é quando o cliente não paga em dia. Ou seja, quando não honra com o compromisso e acaba atrasando suas contas.

Receber em atraso é um dos grandes problemas enfrentados pelos micro e pequenos empresários. Isto porque a situação gera uma série de consequências negativas. Podemos citar: falta de capital de giro, atrasos nos pagamentos das obrigações da empresa, juros, prejuízos e redução da competitividade do negócio.

Todo empresário sonha com as vendas crescentes. Mas na prática isso não basta, pois tão importante quanto vender é receber essas vendas em dia.

E como fazer para que sua empresa não sofra com a inadimplência? Veja 06 dicas “quentes” para você: 

1. Cadastre o cliente

Tenha informações atualizadas sobre o perfil dos seus clientes. A partir dessas informações, faça vendas conscientes, avaliando melhor o risco de vender a prazo, caso a caso. Fique atento e tenha sempre os dados completos e atualizados. A falta de informações precisas pode afetar sua análise e gerar inadimplência. É melhor investir seu tempo fazendo uma ficha de cadastro completa e confiável. Isso pode evitar ter que cobrar o cliente, o que muitas vezes afeta a relação dele com seu negócio. Mantenha um histórico de compra do cliente para identificar, conhecer os bons e maus pagadores. Isso reduzirá futuros problemas.

 2. Facilite o pagamento

Oferecer formas diferentes de pagamento é uma excelente estratégia. Avalie o uso de boletos bancários e cartões de crédito. A empresa arcará com taxas a cada transação, mas terá a garantia de receber os valores vendidos em dia. Crie estratégias para que seu cliente prefira pagar no cartão ou em dinheiro. Isso aliviará seu fluxo de caixa e lhe proporcionará maior segurança para administrar. Hoje, insistir no famoso “caderninho” pode te custar caro! Eduque seus clientes com novas formas de pagamento. Ah, tome muito cuidado com as facilidades de crédito concedidas para amigos, familiares e conhecidos. As regras e o profissionalismo devem valer para todos, sem exceção. 

3. Consulte os órgãos de proteção ao crédito

Além de ter as informações confiáveis e completas dos clientes, faça a consulta aos órgãos de proteção ao crédito. SPC e Serasa são bons exemplos que podem ajudar. Esse procedimento garantirá maior segurança em sua venda a prazo. 

4. Solicite referências comerciais

Sempre que possível, peça referências comerciais. Se seu cliente tem uma boa relação comercial com outro empresário é um bom sinal, mas isso de forma isolada não garante que ele pagará suas prestações em dia. Fique ligado! 

5. Crie uma agenda de cobrança

Já aconteceu de você atrasar um pagamento por ter esquecido o vencimento do boleto? Isso é muito comum! Nem sempre o cliente está inadimplente porque quer. Mostre ao cliente que você está presente para facilitar a sua vida e que é seu parceiro. E não esqueça do Código de Defesa do Consumidor! 

6. Cobre assertivamente

Detectou clientes inadimplentes? Coloque alguns procedimentos em prática para não colocar em risco a saúde financeira da empresa. Antes de qualquer coisa, defina os critérios de cobrança de acordo com o Código de Defesa do Consumidor. Comunique-os do atraso através de carta, telefone e mensagem de texto. Priorize as conversas amigáveis para tentar receber o que está atrasado. Isso evitará muita “dor de cabeça” para você e seu cliente. Além de não afetar a relação de consumo entre as partes.

E aí, que tal receber todas as suas vendas em dia em 2018? Não seria uma má ideia! Então experimente, pratique e surpreenda-se!

Lembre-se, a prevenção é o melhor remédio para seu negócio.

 

Baixe aqui

Inadimplência -  Como evitar e Resolver 

Leia mais

Inadimplência - Data Sebrae