7 perguntas sobre a moda em Minas

0
317
moda em minas

dissemos por aqui que o mercado da moda em Minas Gerais é um dos mais dinâmicos, sendo responsável pela criação de grandes nomes como Ronaldo Fragga Victor Dzenk e Renato Loureiro. Muito representado pelas confecções, o segmento mineiro também é expressivo em joalheria, calçado e couro, além do vestuário em si. Para entendermos melhor a moda em Minas, entrevistamos Jonas Bovoleta, analista técnico do Sebrae Minas. Ele nos conta um pouco mais sobre o segmento e mostra algumas tendências do mercado no Estado. Confira nossa conversa.

1. Vamos começar pelo começo? Você pode nos falar sobre o segmento de moda no Brasil e em Minas hoje? Qual é sua composição e representatividade?

Quando falamos de moda em Minas Gerais, é possível ressaltar vários pontos positivos. Um deles é que seu protagonismo no segmento de confecções está refletido positivamente na economia brasileira. No Estado, o setor é um dos responsáveis pelo crescimento da indústria. Ele também é importante representante das Minas Gerais, onde é sediado o Minas Trend. O evento é considerado hoje o principal salão de negócios de moda da cadeia produtiva no Brasil.

Minas Gerais é representado por mais de 10 mil empresas do setor.  No Estado são empregadas mais de 120 mil pessoas. O que contribuiu com o faturamento acima de R$5 bilhões nos últimos 3 anos.  Dos segmentos que representam o setor, sabemos que existe uma divisão entre as atividades, que se dá assim:

- 2,7% condicionam joias e bijuterias,

- 28,6% couros e calçados e

- 68,7% têxtil e vestuário.

Minas Gerais é o maior Estado brasileiro na exportação de joias e bijuterias, responsável por 34,8% das exportações nacionais.

2. Avaliando o mercado de moda em Minas, qual é a representatividade que tem e qual a importância dos micro e pequenos negócios neste segmento?

A moda é um segmento em constante mudança, com suas tendências que aparecem a cada período. Ela é, sim, um grande business que proporciona uma cadeia de desenvolvimento econômico em diversos setores ligados a ela.

O que isso quer dizer? Que por trás do lançamento de cada coleção, calçado e acessórios, que chegam ao consumidor, existe um mercado poderoso. A cadeia da moda é um setor que gera empregos em Minas Gerais, e também em diversas partes do país. Vale ressaltar que a produção da moda em Minas Gerais é mantida por micro e pequenas empresas. Elas representam 98% do setor.

3. Neste contexto, quais são as dificuldades encontradas pelos empreendedores, e como eles superam as barreiras para fazer moda em Minas?

Ao longo da caminhada empreendedora ou empresarial, as pessoas se deparam com alguns desafios. Muitas vezes, eles são típicos da gestão dos micro e pequenos negócios. Como exemplo posso citar a desorganização interna e a informalidade.

Além desta realidade, há outras dificuldades que podem ser citadas. Por exemplo, as variações da taxa de câmbio e a concorrência internacional. Particularmente quando olhamos para o mercado asiático, que imprime grandes desafios à produção de moda no Estado.

As compras em sites de produtos importados possibilitam preços baixos, devido à mão de obra barata. Neste contexto de concorrência mundial, ser criativo e se capacitar em gestão do negócio é fundamental, para conseguir competir de igual para igual.

4. Do ponto de vista do relacionamento com o cliente, quais são os desafios para o segmento de moda?

Quanto ao relacionamento com o cliente, é notória uma mudança grande nesse cenário. Isto ocorre em função da mudança do comportamento do consumidor. E pelo fato de que com desenvolvimento tecnológico a interação com o cliente acontece de forma mais dinâmica. É tempo de inovar a comunicação na moda. Se as empresas ficarem no “mais do mesmo” podem se perder nesse processo.

Neste ponto vamos refletir. Em um contexto de muita informação, o que pode ser muito desafiador? Para os negócios de moda, que precisam lançar novidades rapidamente, a resposta é: destacar-se. Isso quer dizer que experiência do cliente deve ser positiva do início ao fim.

Como fazer isso? O primeiro passo é tentar compreender na realidade da empresa, o que é importante para o cliente. E também como, por meio de produtos ou serviços, a empresa pode se aproximar do consumidor. Isto a ponto de ser lembrada e de se tornar referência na proposta de valor.

Também é essencial ter clareza sobre alguns processos, como a jornada do cliente. É preciso saber quais são as etapas que condicionam essa jornada. Também é preciso entender a influência dos canais de relacionamento nesse processo. É importante saber tudo, desde o momento que o cliente é motivado a buscar a marca, até o instante em que volta a comprar. Porque? Otimizar e integrar todos os canais tem sido cada vez mais estratégico na tentativa de garantir a melhor experiência de compra.

Manter o foco no cliente é fundamental para atender às expectativas de compra. Uma dica é: sempre faça perguntas, durante a tomada de decisões estratégicas. Alguns questionamentos que devem ficar na mente do empreendedor são: como isso afetará o cliente? Isso melhorará a experiência do cliente? Se o cliente tivesse que escolher, o que escolheria?

5. Para quem é apaixonado por moda e quer entrar para o segmento, sob o ponto de vista de sua experiência como consultor, quais são os cuidados que as pessoas têm que tomar para entrar no segmento?

Para estas pessoas, eu aconselharia a busca por informações. É importante conhecer muito bem o seu público. O ideal é se aprofundar ao máximo em um determinado público. Isto possibilita identificar alguma lacuna a ser preenchida. O que pode representar oportunidade de negócio.

Por isso, o primeiro passo para um empreendimento de sucesso é conhecer profundamente o público com que se deseja atuar. Essa regra vale para qualquer mercado.  E, com isso criar produtos e serviços direcionados.

Outra dica é abusar da criatividade. Como o mercado de moda exige inovação em curto espaço de tempo, ele oferece espaço para ser criativo. O que pode ser aplicado na criação de produtos, serviços ou formas de relacionamento.

É possível até criar nichos de mercado. Então, não tenha medo. Ouse. Anote suas ideias, das mais ousadas até as mais tradicionais. Pesquise, veja o que o mercado está oferecendo nesse sentido. Avalie e valide suas propostas com clientes, antes de coloca-las em “produção”.

Investir em segmentos poucos explorados pode ser uma grande oportunidade. Alguns nichos comprovam o quanto o mercado de moda é segmentado e promissor. Como exemplo, podemos citar o de plus size, gestantes e o de moda sustentável. Tais públicos geralmente possuem hábitos de compra bem característicos. Compreendê-los é o primeiro passo para garantir a efetividade do negócio.

Além disso, nunca desista no primeiro erro. No mundo dos negócios, errar é sinal de aprendizado. Sendo assim, canalize os erros que possam surgir para se reinventar e fortalecer o foco de seu negócio. Para isso, capacite-se, especialmente na gestão da empresa. E esteja atento e atualizado sobre tudo que acontece.

Todo empreendimento tem um período mínimo para gerar lucro e se tornar sustentável. Sendo assim, a persistência deve ser uma das principais características de quem deseja empreender não só no mundo da moda.

6. Na sua atuação como consultor, como você percebe o uso da tecnologia nos negócios de moda? Esse tem sido um fator decisivo para os negócios?

É fato que a tecnologia tem revolucionado diferentes mercados, ocasionando ruptura nos modelos de negócio. Ela também tem transformado a forma de consumirmos. Também é sabido que a moda e a tecnologia sempre andaram lado a lado. Seja no desenvolvimento de novos tecidos, ou no design de produtos.

No entanto, o desenvolvimento das tecnologias tem revolucionado radicalmente a forma das empresas de moda agirem. E têm permitido que os empresários compreendam melhor as tendências de comportamento do consumidor. E, com isso, criar peças baseadas nessas informações, usando a inteligência artificial a favor da efetividade dos negócios. A Inteligência Artificial faz parte da onda de inovação nos negócios, incluindo a moda. Isso tem trazido significativas mudanças na maneira como pessoas e empresas se relacionam.

O uso da tecnologia no mundo da moda passa a ser decisivo aos negócios. Especialmente no sentido de entender melhor o contexto, o cliente e suas percepções de compra. E isso é possível por meio de soluções tecnológicas, que permitem analisar informações digitais sobre seu consumidor. O que facilita a tomada de decisões.  Ou seja, as novas tecnologias devem revolucionar o mundo da moda. No sentido de gerar oportunidades de auxílio às marcas, afim de planejarem de maneira mais assertiva devido as informações fundamentadas.

Ou seja, é possível identificar oportunidades, seja produtos, serviços, formas de relacionamento com o cliente, planejar produção, dentre outras ações. São inúmeras possibilidades que antes não existiam. Especialmente, pela ausência deste tipo de soluções tecnológicas de extração dos dados na indústria da Moda.

7. Falar com o cliente em tempos de mídias sociais é sempre um desafio para os negócios. Existem formas específicas de atuação nas mídias sociais para os negócios de moda?

No contexto em que vivemos, é inevitável explorar as mídias sociais. Elas se tornaram importantes ferramentas de comunicação, pois são canais de contato direto das empresas com os consumidores e vice-versa.

Um dos principais desafios enfrentados pelas empresas de moda, é o desenvolvimento de uma relação de valor com o consumidor. Principalmente quando o relacionamento ocorre por meio das ferramentas digitais. Sendo assim, é preciso compreender que as redes sociais não funcionam apenas como um veículo para divulgação. Elas se apresentam mais como ferramentas de relacionamento.

As pessoas querem se relacionar com quem que agregam valor a elas, sejam outras pessoas ou empresas. É preciso entender que as pessoas estão em busca de ideias, diversão, entretenimento e informação. Elas não querem mais apenas comprar.

Estar sempre disponível para dar retorno à comentários, dúvidas, elogios e críticas garante credibilidade para a empresa. Portanto, é de suma importância sempre estar atento a tudo o que os clientes falam. Desta forma se pode dar um direcionamento melhor aos seus consumidores.

Gerar conteúdo referente ao que envolve esse mundo é de suma importância para quem deseja aumentar o engajamento dos seguidores. Isto porque as pessoas, estão sempre à procura de novidades e tendências. Ou seja, é preciso desenvolver um conteúdo útil e relevante para atrair a atenção de seus clientes. Com isso você poderá agregar valor ao relacionamento.

Na hora de planejar a comunicação digital de seu negócio, procure profissionais gabaritados para fazer a gestão das ferramentas digitais. Dessa forma, você estará contribuindo para construir uma imagem profissional de seu empreendimento na esfera virtual.