• Caixa – crédito para Empreendedor Individual

    Por sebraemgcomvoce em 4 de setembro de 2009 | Categoria: Finanças, Microempreendedor individual

    Pacote de produtos e benefícios é lançado

    A Caixa Econômica Federal começou a disponibilizar um pacote de produtos e benefícios voltado para o Empreendedor Individual. Serão beneficiados empresários que tenham faturamento de até R$ 36.000 por ano, não possuam mais de um estabelecimento, nem participem de outra empresa como sócios ou titulares e tenham até um empregado contratado. Essas pessoas terão direito a conta-corrente, cheque empresa Caixa (com taxa de juro de 2,87% ao mês, GiroCaixa Fácil (juro de 2,64% ao mês) e cartão de crédito empresarial Visa.

    Empreendedor Individual é toda pessoa que trabalha por conta própria e sai da informalidade para se legalizar como empresário. Cabeleireiras, borracheiros, costureiras e agentes de viagem, entre vários outros profissionais, costumam trabalhar na informalidade com medo dos impostos e outras obrigações. Mas enfrentam imensas dificuldades para prosperar porque em contrapartida não têm direito a auxílio-doença, aposentadoria, conta bancária e, principalmente, não possuem acesso a financiamentos.

    Vantagens para o Empreendedor Individual

    Desde julho, porém, uma nova lei criou condições para que o trabalhador conhecido como informal possa se tornar um Empreendedor Individual legalizado. Entre as vantagens, está o registro no CNPJ – que facilita a abertura de conta bancária, pedido de empréstimos e emissão de notas fiscais – e isenção de impostos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI E CSLL). O Portal do Empreendedor traz muitas informações sobre a nova lei e, para se tornar um Empreendedor Individual, o primeiro passo é cadastrar-se via internet.

    O pacote de produtos lançado pela Caixa tem o objetivo de atender esse tipo de profissional. Ele prevê também a concessão benefícios, como isenção da tarifa de cadastro e manutenção da conta por 12 meses, isenção da primeira anuidade do Cartão de Crédito e taxa de juro diferenciada na operação Cheque Empresa Caixa.

    Com esse pacote, o banco liberará um limite de até R$ 1.600 por Empreendedor Individual, de acordo com suas necessidades e capacidade de pagamento. Para facilitar o acesso ao pacote mencionado, a Caixa possui em todo o país 1.135 empresas de contabilidade credenciadas para atuarem como Correspondente Caixa Aqui.

    Fonte: http://www.blogdosempreendedores.com.br

Dúvidas sobre o assunto do artigo?


Fale agora com nossos especialistas e esclareça suas dúvidas sobre temas de gestão empresarial.

Falar com especialista

162 Comentários

  1. José luis disse:

    O MEI pode ser correspondente bancário ?
    é aceito ?

  2. edson junior disse:

    Estou legalizado a pouco tempo como Empreendedor individual, e gostaria de Saber qual o limite de crédito que posso pegar em um banco para investir nos negócios.

    • sebraemgcomvoce disse:

      Olá Edson,
      Cada banco possui uma regra. Sugerimos que verifique diretamente.

      Sugerimos que converse com um de nossos especialistas por meio das consultorias (online, presencial e por telefone) para esclarecer ainda mais sua dúvida.

      Um abraço da Equipe de Atendimento Sebrae Minas
      wwww.sebraemg.com.br/atendimento

  3. clegiane jesus da silva barbosa disse:

    estou querendo abrir um salao de beleza com consigo um emprestimo individual pelo sebrae.

  4. viviane disse:

    ola tenho uma empresa MEI,e quero financiar uma casa como faço…se eu conseguir uma declaração com um contador sera que eh possível..será q com a minha declaração anual eh possível.aguardo obrigada.

    • sebraemgcomvoce disse:

      Olá Viviane,
      O fato de você ser formalizado não implica que terá empréstimo garantido, pois o Banco fará uma avaliação do relacionamento do cliente com o sistema financeiro. A regra e a documentação necessária para liberação de crédito deverá ser verificada na Instituição Financeira de sua preferência.
      A comprovação de renda é feita pela Declaração de Faturamento realizada pelo MEI, anualmente, junto a Receita Federal.
      Caso ainda não tenha um ano de funcionamento, o MEI poderá levar o Relatório Mensal das Receitas Brutas, cujo modelo está disponível no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br).
      Se você tiver feito declaração de imposto de renda, também poderá apresentá-la como um comprovante de renda.
      O banco pode exigir estes documentos para verificar a capacidade de crédito do MEI.
      Orientamos que procure o Banco com o qual já possua relacionamento para verificar a disponibilidade de empréstimos/financiamentos.
      É importante que faça uma pesquisa das taxas praticadas por outras Instituições Financeiras, comparando e escolhendo a alternativa que tenha o melhor custo/benefício em relação às suas necessidades.

      Um abraço da Equipe de Atendimento Sebrae Minas
      wwww.sebraemg.com.br/atendimento

  5. Neize disse:

    Como faco pra consegui o emprestimo

    • sebraemgcomvoce disse:

      Olá Neize,
      orientamos que você procure o Banco com o qual já possua relacionamento para verificar a disponibilidade de abertura de conta pessoa jurídica ou empréstimos/financiamentos.
      Também é importante que faça uma pesquisa das taxas praticadas por outras Instituições Financeiras, comparando e escolhendo a alternativa que tenha o melhor custo/benefício em relação às suas necessidades.
      Conforme o comunicado 045/2010 divulgado em 09/04/10 pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) os Bancos devem aceitar o CERTIFICADO DE MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL como documento para abertura de conta.
      O certificado pode ser validado por meio da internet, ou seja, o funcionário do Banco responsável pela abertura da conta ou gerente poderá emitir uma cópia do Certificado através do Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br), para comprovar sua legitimidade.
      O fato de você ser formalizado não implica que ele terá empréstimo garantido, pois o Banco fará uma avaliação do relacionamento do cliente com o sistema financeiro. A regra e a documentação necessária para liberação de crédito deverá ser verificada na Instituição Financeira de sua preferência.
      Para mais orientações sobre obtenção de empréstimos/financiamentos, indique que o cliente baixe o Manual “O Uso Adequado dos Serviços Financeiros para Microempreendedores Individuais“, disponível na Biblioteca Digital em nosso site.

      Um abraço da Equipe de Atendimento Sebrae Minas
      wwww.sebraemg.com.br/atendimento

  6. MANOEL ISIDIO disse:

    COM QUANTO TEMPO DE REGISTRO COMO MEI E COM QUAL FATURAMENTO EU CONSIGO FAZER UM FINANCIAMENTO DE UM IMÓVEL?

    • sebraemgcomvoce disse:

      Olá Manoel,
      não existe uma data determinada. As questões de valores são as instituições financeiras que definem, portanto orientamos que você procure o Banco com o qual já possua relacionamento para verificar a disponibilidade de abertura de conta pessoa jurídica ou empréstimos/financiamentos.
      Também é importante que faça uma pesquisa das taxas praticadas por outras Instituições Financeiras, comparando e escolhendo a alternativa que tenha o melhor custo/benefício em relação às suas necessidades.
      Conforme o comunicado 045/2010 divulgado em 09/04/10 pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) os Bancos devem aceitar o CERTIFICADO DE MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL como documento para abertura de conta.
      O CERTIFICADO pode ser validado por meio da internet, ou seja, o funcionário do Banco responsável pela abertura da conta ou gerente poderá emitir uma cópia do Certificado através do Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br), para comprovar sua legitimidade.
      O fato do empreendedor ser formalizado não implica que ele terá empréstimo garantido, pois o Banco fará uma avaliação do relacionamento do cliente com o sistema financeiro. A regra e a documentação necessária para liberação de crédito deverá ser verificada na Instituição Financeira de sua preferência.
      DICA: PARA mais orientações sobre obtenção de empréstimos/financiamentos, indique que o cliente baixe o Manual “O Uso Adequado dos Serviços Financeiros para Microempreendedores Individuais”, disponível na Biblioteca Digital em nosso site.

      Um abraço da Equipe de Atendimento Sebrae Minas
      wwww.sebraemg.com.br/atendimento

  7. maiones ferreira de freitas disse:

    Sou empreededor individual como consguir linhas de creditos junto a caixa ja tenho conta

    • sebraemgcomvoce disse:

      Olá Maiones,
      orientamos que você procure o Banco com o qual já possua relacionamento para verificar a disponibilidade de abertura de conta pessoa jurídica ou empréstimos/financiamentos.
      Também é importante que faça uma pesquisa das taxas praticadas por outras Instituições Financeiras, comparando e escolhendo a alternativa que tenha o melhor custo/benefício em relação às suas necessidades.
      Conforme o comunicado 045/2010 divulgado em 09/04/10 pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) os Bancos devem aceitar o CERTIFICADO DE MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL como documento para abertura de conta.
      O CERTIFICADO pode ser validado por meio da internet, ou seja, o funcionário do Banco responsável pela abertura da conta ou gerente poderá emitir uma cópia do Certificado através do Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br), para comprovar sua legitimidade.
      O fato do empreendedor ser formalizado não implica que ele terá empréstimo garantido, pois o Banco fará uma avaliação do relacionamento do cliente com o sistema financeiro. A regra e a documentação necessária para liberação de crédito deverá ser verificada na Instituição Financeira de sua preferência.
      Para mais orientações sobre obtenção de empréstimos/financiamentos, baixe o Manual “O Uso Adequado dos Serviços Financeiros para Microempreendedores Individuais”, disponível na Biblioteca Digital em nosso site.

      Um abraço da Equipe de Atendimento Sebrae Minas
      wwww.sebraemg.com.br/atendimento

  8. Diego rocha disse:

    Minha esposa formalizou com nome de solteira sendo casada ela fez isso porque ainda nao tinha atualizado o rg e cpf tem problema ficar assim ou tem que arrumar?

    • sebraemgcomvoce disse:

      Olá Diego,
      o nome empresarial do MEI é composto pelo nome do empreendedor acrescido de seu número de CPF.
      EXEMPLO: FULANO DE TAL DA SILVA E SILVA 999.888.777-66
      “ART 19 C. O nome empresarial do MEI, quando optar pelo SIMEI, será o nome civil acrescido do número do CPF”.
      Informamos que não é possível retirar o número de CPF.
      A alteração do nome empresarial será realizada nos seguintes casos:
      1) Mudança de nome de solteira para nome de casada;
      2) Mudança de nome de casada para nome de solteira (quando for divorciada);
      3) Reconhecimento de paternidade.
      Para a mudança do nome em função do divórcio ou reconhecimento de paternidade é necessária uma mudança judicial, ou seja, aprovação de um juiz.
      DEPOIS O MEI deverá procurar a Receita Federal para fazer a atualização do nome no CPF. Posteriormente, deverá realizar o processo de alteração no Portal do Empreendedor para que o nome empresarial seja atualizado no CCMEI.
      Para saber como realizar as alterações do MEI, acesse o “Passo a Passo – Aprenda a realizar alteração de dados do MEI”, disponível na Biblioteca Digital em nosso site (www.sebraemg.com.br/atendimento).

      Um abraço da Equipe de Atendimento Sebrae Minas
      wwww.sebraemg.com.br/atendimento

Deixe o seu comentário!

Páginas - 1 8 9 10