10 dicas de redução de custos para empresas

0
1392
redução de custos

Em tempos de crise, a redução de custos empresariais é uma das formas de buscar o equilíbrio e sobreviver no mercado. Mais do que nunca, os gestores precisam identificar as origens dos gastos e buscar mantê-los em um patamar seguro.

Embora não pareça, grande parte do orçamento de uma empresa é comprometido por gastos que não são essenciais. Portanto, quando você consegue identificar esses custos e cria soluções, sobra receita para investir no seu empreendimento e mantê-lo em funcionamento.

Mas não é fácil identificar gastos extras ou oportunidades de economia. Muitas vezes, tendemos a considerar as contas como indispensáveis. E para as empresas, a falta de um insumo pode comprometer completamente a operação. Por isso, muitos gestores fogem dessa organização, que é tão essencial para a redução de custos.

Neste artigo, reunimos algumas dicas práticas de redução de custos para a sua empresa ter o orçamento equilibrado de uma vez por todas. Confira!

1. Faça o planejamento financeiro

Antes de fazer cortes, é preciso ter um bom planejamento financeiro. Afinal, de nada adianta reduzir aleatoriamente gastos que podem ser irrelevantes no resultado final ou eliminar custos que são essenciais para a sua produção.

Primeiramente, identifique quais são os principais tipos de custos da sua empresa:

Custos fixos:

São os gastos que não variam de acordo com a produção da empresa, como aluguel, condomínio e salários;

Custos variáveis:

são os gastos que oscilam de acordo com a quantidade de produtos produzidos ou de horas trabalhadas, como matérias-primas, energia elétrica e horas extras.

Identifique quais gastos são obrigatórios, quais podem ser otimizados e, até mesmo, quais devem ser cortados, sem prejuízos para os processos.

2. Economize energia elétrica

A energia elétrica é um dos principais custos de qualquer empresa. Portanto, identifique formas de economizar e incentive os seus colaboradores a fazerem o mesmo.

Algumas dicas simples para economizar energia na sua empresa são:

  • pinte os ambientes com cores claras, pois elas refletem a iluminação e diminuem a necessidade de luzes acesas;
  • opte por lâmpadas de LED;
  • evite o uso de divisórias que dificultam a passagem da luz e tornam os ambientes mais escuros. Use as mais baixas ou as elimine, quando possível;
  • analise investir no uso de placas de energia solar;
  • desligue as luzes e os equipamentos ao sair ou tenha um sistema que faça esse controle;
  • evite aparelhos em stand-by. Mantenha-os desligados sempre que possível.

3. Otimize processos

Certamente, existem processos em sua empresa que podem ser otimizados. Ou seja, feitos com menos custos, tempo e recursos.

Procure identificar processos que representem gargalos em sua produção, uma vez que pequenas variações neles representarão uma grande redução de custos no orçamento.

4. Terceirize serviços

Terceirizar serviços pode ser uma alternativa muito econômica. Quando uma empresa terceiriza uma atividade, recebe o resultado desejado, mas sem os tradicionais custos com mão de obra, como pagamento de horas extras, benefícios e outros que geralmente estão envolvidos na contratação direta de pessoal.

5. Evite o pagamento de juros

Mantenha a sua contabilidade em dia. O pagamento de juros e multas em faturas representa uma quantidade significativa de dinheiro jogado fora.

Por esse motivo, é muito importante estar em dia com o seu fluxo de caixa e evitar ao máximo o pagamento de juros e multas por atrasos.

6. Feche parcerias

Uma forma de redução de custos é desenvolver parcerias, tanto com fornecedores quanto com outros produtores.

Se você tem um único fornecedor confiável, uma parceria exclusiva pode ser lucrativa para ambos, uma vez que reduz os custos e a imprevisibilidade dos contratos.

Outro exemplo de parceria é a realizada com comerciantes ou produtores da mesma região.

Um grupo de clientes que compram de um mesmo fornecedor pode realizar pedidos em conjunto. Desse modo, economiza com custos logísticos e pode ter descontos pelo volume de compra.

7. Negocie tarifas

Procure analisar quais são as tarifas que a sua empresa paga regularmente pelos serviços que consome. Busque negociar junto aos prestadores melhores valores e condições.

Veja também se existem concorrentes para o serviço prestado em questão que oferecem tarifas e condições mais vantajosas.

8. Use ferramentas gratuitas

Verifique se as ferramentas e os softwares utilizados em sua empresa contam com versões gratuitas.

Desde softwares e sistemas operacionais até aplicativos e serviços por assinaturas, existem muitas alternativas boas e gratuitas no mercado.

Por exemplo, se a sua empresa utiliza planilhas e documentos simples, o Google Docs e o Google Sheets, que são gratuitos, podem atender perfeitamente à maioria das demandas.

9. Redução de custos com supérfluos

Assim como em um planejamento financeiro pessoal, em uma empresa existem gastos que podem ser considerados supérfluos.

Embora estes não sejam tão facilmente identificáveis, eliminá-los pode representar uma boa redução no orçamento.

O importante, nesses casos, é saber o que é essencial para o funcionamento da empresa e o que pode ser eliminado sem prejuízos.

10. Economize com a ajuda da tecnologia

A tecnologia nos trouxe alternativas muito mais baratas para realizar atividades cotidianas. Então, esse é o momento para avaliar o quanto ela pode ajudar na redução de custos da sua empresa.

Por exemplo, em vez de enviar um colaborador para uma reunião ou um treinamento presencial, a empresa pode economizar com diárias de hotel, passagens e alimentação apenas realizando uma videoconferência ou comprando a licença de um curso online.

Já os custos com ligações interurbanas podem ser eliminados com o uso de aplicativos como o WhatsApp e programas como o Skype.

A redução de custos é uma das principais medidas para sobreviver à crise. Usando um pouco de criatividade e analisando criteriosamente as alternativas disponíveis no mercado, toda empresa pode reduzir o seu orçamento sem precisa impactar a sua produção.

O primeiro passo para isso é ter um claro planejamento financeiro e envolver todos os colaboradores nas ações.

Neste artigo, apresentamos algumas dicas práticas para a sua empresa reduzir os custos e manter a saúde financeira. Basta colocá-las em prática e o resultado é garantido!

Se precisar de ajuda, continue a acompanhar o nosso blog, onde postamos frequentemente diversas dicas úteis para o seu negócio.